O Homem

Gen. 1:26, 27 e Sal. 8:3-5

A ciência afirma: “Todo ser vivo nasce de um ser vivo”. Deste modo, a teoria da geração espontânea que pretendia provar o contrário foi definitivamente desmentida pela própria ciência natural. E que diremos do homem? Diremos que o homem é uma criatura excepcional, obra das mãos de Deus; feito à imagem e semelhança de Deus. Consideremo-lo sob três aspectos:

I – O HOMEM COMO COROA DA CRIAÇÃO DE DEUS.

“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.”

É coroa da criação porque é de origem divina – todas as coisas Deus criou pelo poder de sua palavra – Haja luz… e ouve luz; haja uma expansão no meio das águas e apareceu a terra; haja luminares e ouve a lua e o sol. Tudo foi criado pelo poder de sua palavra. O homem, porém, foi formado pelas próprias mãos de Deus e depois de formado o homem do pó da terra, Deus com o seu sopro divino transmitiu-lhe a vida, vida esta com a mesma natureza com as mesmas peculiaridades que caracterizam o próprio Deus.

Vejamos algumas provas de que o homem é uma criatura especial de Deus:

1) A SUA INTELIGÊNCIA. Todos os seres neste mundo fazem as coisas movidos pelos seus instintos. Assim comem, bebem, andam, reproduzem, dormem; tudo isso impelidos pelos seus instintos.

O homem, porém, desde estas coisas rotineiras até as mais assombrosas as faz por um poder divino que Deus lhe deu e que os psicólogos chamam de inteligência. É por causa desta inteligência que o homem tem progredido e continuará a progredir através dos séculos. Nunca se ouviu dizer que o macaco, por exemplo, que é considerado o animal mais astuto, construísse uma casa, fizesse uma estrada, ou aprendesse a escrever e publicasse um livro. Nem jamais se ouviu dizer que qualquer animal melhorasse de situação ou de posição desde que o mundo é mundo.

No caso do homem, foi sua inteligência que produziu as sete maravilhas do mundo antigo – as pirâmides do Egito, os jardins suspensos da Babilônia, o farol de Alexandria, o colosso de Rodes, o Jupter de Fídeas, o templo de Diana em Éfeso e o túmulo de Mousalo. E do mundo moderno: A rádio-telegrafia, o telefone, o avião, a bomba atômica, os computadores, etc. Isso prova que o homem é uma criatura especial de Deus.

2) É UM SER ESPIRITUAL. É uma alma que tem corpo, afirma a teologia. Diz-nos a ciência que de 7 em 7 anos mais ou menos se renovam e se substituem todos os elementos do corpo humano. Assim sendo, um homem de 70 anos já mudou 10 vezes a matéria que constitui o seu corpo. E no entanto, ele tem a consciência de ser sempre o mesmo EU, a mesma pessoa. Como se explica isso, senão à luz da fé? Como se entende senão pela existência de um ego de um espírito que o Domina?

a) O homem pensa – Ele pensa porque é um ser espiritual. Ele não somente aprende as coisas materiais como as espirituais. O homem pensa em Deus, verdade, amor, justiça e santidade.

Os irracionais só percebem os objetos concretos, o que está sob os seus olhos. Você já viu um gato pensando no amor, justiça, etc.?

b) O homem aspira, anseia por estas coisas imateriais – vive ansioso pela presença de Deus, pela verdade, pelo céu e a felicidade eterna. ASSIM COMO O SERVO BRAMA PELAS CORRENTES D’ÁGUA ASSIM MINH’ALMA TEM SEDE DE TI ÓH DEUS.

II – O HOMEM COMO NADA DIANTE DE DEUS.

O Homem, este ser privilegiado que Deus formou com suas próprias mãos e de si mesmo transmitiu a vida; esta criatura que foi feita um pouco menor que os anjos, e foi revestida de toda beleza e santidade… coroa da criação. O homem caiu em desobediência para com Deus, aniquilou-se em pecado, e tornou-se como NADA, nada diante de Deus. Tornou-se a mais mísera de todas as criaturas, por causa de sua desobediência à palavra de Deus, desobedeceu ao próprio Deus, tornando-se escravo de satanás, reduzindo-se a um estado de penúria de condenação e sofrimento.

Rm. 1:22-25 “Inculcando-se por sábios, tornaram-se loucos e mudaram a glória de Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível , bem como de aves, quadrúpedes e répteis. Por isso Deus entregou tais homens à imundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração, para desonrarem seus corpos entre si; pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do criador, o qual e bendito eternamente. Amém. Tornou-se menor que as outras criaturas. Os irracionais sem espírito louvam o nome do Senhor. O homem, porém blasfema-o, nega-o e substitui por deuses de barro ou metal.

“Até o pardal encontrou casa e a andorinha, ninho para si junto aos teus altares, mas o homem não busca ao Senhor”.

Is. 1:13 “Não continueis a trazer ofertas vãs; o incenso é para mim abominação, e também as festas da lua nova, os sábados e as convocações da congregação; não posso suportar iniqüidade associada ao ajuntamento solene”.

O homem diante de Deus tornou-se:

1) Como um mortal – Sal. 8:3, 4

2) Como a vaidade, a sombra que passa – Sal.144:3, 4

3) Como uma corrente d’água que se vai mansinho

4) Como um sono que não se sabe quando começou e quando termina

5) Como a erva que cresce de madrugada – de madrugada cresce e floresce a tarde corta-se e seca-se.

6) Como um conto ligeiro –

7) Tornou-se como o pó diante de Deus, isto é, sujeito à morte.

8) Foi condenado à morte eterna – a eterna separação de Deus. A esta situação o homem foi reduzido por causa do seu pecado, contudo esta criatura decaída veio a ser:

III – O OBJETO GLORIOSO DA GRAÇA REDENTORA DE CRISTO.

Jo. 3:16… O homem tem sido o objetivo glorioso da salvação, não porque merece, mas por causa da partícula divina que o caracteriza, que é seu espírito.

Eis o conceito do próprio Cristo em relação ao valor da alma – Mc. 8:36, 37… Ao moço rico Jesus disse: VAI, VENDE TUDO QUANTO TENS E DÁ AOS POBRES E TERÁS UM TESOURO NO CÉU E VEM E SEGUE-ME;

Em outra ocasião, quando um rico fazia planos para gozar a vida terrena, Ele disse: “Louco, esta noite te pedirão a tua alma, e o que tens preparado para quem será?”

No sermão do monte disse: Não ajunteis tesouros na terra onde a traça e a ferrugem tudo consomem, mas ajunteis tesouros no céu onde não há traça e nem ferrugem, onde os ladrões não minam e nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, ali estará o vosso coração.

Vemos assim que no conceito de Jesus uma alma vale mais do que o mundo inteiro, mais que todos os tesouros desta vida e tal foi o valor que Cristo conferiu a uma alma que se expressou a Zaqueu “PORQUE O FILHO DO HOMEM VEIO BUSCAR E SALVAR O QUE SE HAVIA PERDIDO”. A maior prova, porém, do grande conceito de Jesus sobre a alma humana, e de que o homem era para Deus o objeto glorioso da redenção, vemos naquilo que foi necessário Cristo fazer para efetuar este plano:

1) Aniquilou-se a si mesmo, fazendo-se servo; humilhou-se fazendo-se semelhante aos homens – Fil. 2:7,8.

2) Fez-se carne e habitou entre nós – Jo.1:14

3) Sendo rico se fez pobre – Mat. 20:28

4) Verteu seu sangue na cruz do calvário, oferecendo-se deste modo em preço de redenção para a humanidade – I Tim. 2:5

ISSO TUDO PARA QUE O HOMEM SE TORNASSE:

a) Salvo da condenação eterna – Tito 3:5-7

b) Separado para as coisas eternas I Pd. 1:15, 16

c) Um servo de Deus Ef. 6:6

d) Participante da vida eterna I Cor. 5:1

Então aprendemos que o homem foi criado como obra principal das mãos de Deus, que ele caiu por causa da desobediência tornando-se NADA diante de Deus; mas que o próprio Deus por sua graça insúdita, se moveu no seu coração, entregando Jesus para ser crucificado, para que o homem, crendo e aceitando este sacrifício viesse a reconquistar aquele lugar de honra diante de Deus.

Que nesta hora decisiva, você reconheça o amor infinito de Deus e dobre seu joelho diante de Jesus, confessando-o como o seu Salvador e Senhor.


Pr. Cirino Refosco
cirinorefosco@pibja.org
http://sermoesonline.pibja.org

No comments yet... Be the first to leave a reply!

mais sermões
anúncios