Tag Archives: obediência

Quatro medidas de suma importância

Israel é um povo que experimentou muitos altos e baixos na vida e a maior influência deve-se aos reis que tiveram, pois o povo ia muito pela cabeça de seus governantes. Alguns foram bons, mas outros foram péssimos. Salomão teve grandes problemas com suas esposas, levantando altares para seus deuses. Manasses também se comprometeu com a idolatria… mas Josias, tinha no coração o desejo ardente de agradar a DEUS, começou a reinar com apenas 8 anos de idade, mas era um crente fiel e dedicado. Reinou em Israel por 30 anos.
Logo no início encontrou um povo triste, desanimado, distante de Deus e privado de suas bênçãos. Mas durante os anos que governou Israel houve uma grande mudança na vida de seu povo, onde voltaram a sentir alegria e bom ânimo. Isso se deu devido algumas medidas que foram tomadas e que o povo aceitou. Medidas estas, que todo cristão precisa tomar, toda Igreja deve tomar para ter uma vida de alegria, para ser animada e abençoada por Deus.
Esta palavra trás ânimo aos desanimados, coragem e incentivo aos desmotivados… Vejamos as quatro medidas importantes que precisam ser tomadas.

Leia mais

A importância de se conhecer a Palavra de Deus

A maior oferenda oferecida a Deus por nós é saber que nada temos para oferecer e nos curvarmos com gratidão diante de Sua graça. Estamos diante de um texto/ fato que comove o nosso coração. Não consigo nem imaginar a dor que Jefté sentiu, ao vir correndo ao seu encontro, depois de uma batalha vitoriosa, sua filhinha, filha única. Pois ele havia feito um voto: Se o Senhor lhe desse a vitória, a primeira pessoa de sua família que lhe viesse ao encontro, seria sacrificada ao Senhor. E quando vai chegando em casa, vem correndo ao seu encontro a filha querida. Que dor deve ter sentido em seu coração?
Nesta noite, Deus há de falar ao nosso coração, e precisamos entender que é indispensável o conhecimento da palavra de Deus se não queremos cometer erros graves em nossa espiritualidade.
Jefté é filho de Gileade com uma prostituta pagã, foi deserdado e rejeitado pelos filhos legítimos, irmãos por parte de pai. Tornou-se um homem inflexível tanto para com seus inimigos, os amonitas, quanto para com seus irmãos, os Efrainitas, como para consigo mesmo, no tocante ao sacrifício de sua única filha.
Jefté julgou Israel por 6 anos. Era um homem valente, trabalhador, e esforçado. Porém, a conjuntura familiar em que havia nascido o marginalizou. Na sua ficha era conhecido por todos como filho de uma prostituta. Infelizmente, preconceito é um problema muito antigo em nossa sociedade e muitos seres humanos são julgados em seus valores mediante alguns problemas que tiveram; problemas sociais, intelectuais, religiosos, etc. Todos nós, temos consciência do preconceito existente com pessoas de cor morena, analfabetos, ou evangélicos.
Mas aquele homem marginalizado foi usado por Deus, e com sua vida aprendemos muitas lições…

Leia mais
Page 2 of 212