Vencendo a tentação

Texto: Mateus 4:1-11



Introdução

Uma pessoa é tão forte como o seu momento mais fraco. Satanás sabe disso e sempre tentará vencer a batalha no momento de fraqueza. Um momento de fraqueza pode jogar por terra toda uma vida. Um momento de fraqueza derruba os alicerces de uma grande construção que foi iniciada. Quantas pessoas, que pela falta de conhecimento da palavra da Deus e do próprio Deus, criaram seus filhos de forma errada e com isso enfrentam tantas dificuldades em seus lares; mas que ao conhecer o evangelho, poder de Deus, estão começando uma nova fase de sua existência. Reconstruir uma vida ou uma família não é coisa fácil, não pode ser de um dia para o outro, leva tempo, muito tempo. E o que e lamentamos, é ver que tantos irmãos não se apercebem disso, e tentados por satanás, em um momento de fraqueza derrubam a nova construção que iniciaram. Tudo volta a escombros. Satanás procura de todas as formas possíveis destruir vidas, pois essa é sua missão. Precisamos aprender, como cristãos vencer a tentação; vencer aquele que é nosso inimigo e de nossa família. Satanás não quer nossa felicidade e nem das pessoas que estão perto de nós e sua obra é visível para os que estão apercebidos, que vivem em comunhão com Deus. Tenho observado, por exemplo, o egoísmo mortal que toma conta das pessoas em nossos dias. Há cristãos que não são capazes de renunciar seus pecados, seus erros, em beneficio dos mais fracos ou mais novos na fé. E pior do que isso, há pais cristãos que são incapazes de renunciar seus erros, como programas profanos na tv em beneficio de seus filhos. Lamento que a Igreja de Jesus esteja tão cega que não veja o mal que a tv vem causando aos pequeninos dentro de seus lares. É inaceitável que pais crentes parem em frente a televisão com seus filhos para ver a prática do homossexualismo e lesbianismo. Não tenho dúvida de que, o que estão vendo na televisão hoje, verão ao vivo e dentro de seus próprios lares em breve. Se amanhã você estiver vendo seu filho ou filha beijando outro ou outra do mesmo sexo na boca, ou pedir para morar junto com alguém do mesmo sexo, não se apavore, e não fique perguntando por quê está acontecendo isso com você. Lembre-se que você não foi capaz de renunciar as coisas erradas dentro de seu lar por amor a seus filhos que precisavam ver seu exemplo e nunca viram. Quantas famílias estiveram unidas diante da tv vendo novelas que apresentavam o sexo fora do casamento como coisa natural e hoje seus filhos simplesmente trazem seus parceiros dentro de casa e passam a noite na cama e na sua cara e nada mais podem fazer. Quando alguém não é capaz de renunciar as coisas erradas em favor dos princípios bíblicos, não tem direito de perguntar: Porque está acontecendo isso comigo? Ou de reclamar de Deus. Precisa assumir seus erros. A maior parte das famílias não encontra tempo para cultuar a Deus unida, e nem pratica a comunhão pessoal diária com Deus; mas encontra tempo para ficar horas diante de um aparelho de tv ou na calçada de casa. É apenas uma questão de prioridade! Quando Deus não é prioridade não há tempo para Ele em nossas vidas. Somos tentados a fazer muitas coisas erradas, mas não somos obrigados ceder a tentação. Cristo foi levado pelo Espírito Santo ao deserto para ser tentado pelo diabo. Essa experiência provou e aprovou a humanidade de Jesus. Era uma questão de disciplina pessoal e desenvolvimento de uma preparação para a obra de redenção da humanidade. “Porque, naquilo que Ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados. Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se de nossas fraquezas, porém,. um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado” Hebreus 2:18 e 4:15. Ao estudar a tentação de Jesus, encontramos um exemplo que podemos seguir para enfrentar os ataques de satanás contra nossas vidas.

I- Para vencer a tentação precisamos ter capacidade de reconhece-la

Satanás é astuto em seus ataques, embora ele possa não ser necessariamente, rápido ou repentino, ele é sutil e sistemático. A palavra enfatiza que a tentação ocorreu 40 dias depois que Jesus foi para o deserto. E não quando Jesus foi para o deserto. 40 dias depois. “Então foi conduzido Jesus pelo espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. E tendo jejuado 40 dias e 40 noites, depois teve fome, e chegando-se a Ele o tentador…” v 1-3. O tentador chegou em um momento que Ele estava exausto, cansado, sozinho e com fome. Num momento em que Jesus estava pronto para prestar um serviço especial à humanidade. Muitos têm caído pela falta de capacidade de reconhecer quando a tentação é tentação. Precisamos estar atentos a todas as coisas que estão acontecendo ao nosso redor e também as que nos envolvem. Vejam que satanás não tentou Jesus durante 40 dias, ele esperou 40 dias e no momento em que Jesus estava no limite, que estava fisicamente fraco pelo tempo de jejum, então chegou a Ele o tentador. Satanás sabe qual é nosso ponto fraco, ou o momento em que temos as maiores fraquezas, e é exatamente nesta hora que ele ataca. Ele não ataca nos momentos que estamos fortes, pois sabe que nestas horas não cedemos; mas quando estamos fracos ele vem. Porque encontra possibilidade de cedermos às suas tentações. Isso não quer dizer que terá vitória, mas tem possibilidade de vitória. Satanás ataca especialmente pessoas que fazem jejum. Mas não jejum de pão material, mas de pão espiritual. Quando um crente pára de se alimentar espiritualmente é presa fácil de satanás. Se você não estuda a palavra de Deus a qualquer momento pode cair.

II- Para vencer a tentação precisamos compreendê-la


Para Jesus a tentação envolveu o corpo, o intelecto e as emoções. Inclui duvida em relação à divindade. “Se tu és o filho de Deus…” Depois foi tentado a satisfazer suas necessidades legítimas de forma ilegítima “…e chegando o tentador disse: Se tu és o filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães. Ele porém, respondendo disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sair da boca de Deus” v. 3-4. Cuidado com expressões como: Se você é crente, porque está passando por isso? Ou, você não é crente, não pode passar por isso. Temos necessidades físicas, mas não podemos ceder à tentação de resolver nossos problemas de forma ilícita. Estou com fome… então vou roubar para me alimentar. Você não é o filho de Deus, por que está com fome? Manda que estas pedras sejam transformadas em pães. Depois Jesus foi tentado para fazer algo espetacular. “Então o diabo o transportou para a cidade santa e o colocou sobre o pináculo do templo e disse-lhe: Se tu és o filho de Deus, lança-te daqui para baixo; porque está escrito: Que a seus anjos dará ordens a teu respeito e tomar-te-ão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra. Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás ao Senhor teu Deus” v. 5 – 7. Nessa segunda investida, antes que Jesus usasse a palavra , satanás a usou. Satanás queria que Jesus se jogasse da torre do templo. Há uma tendência para o espetacular. Pensam que se não acontecer o espetacular é porque não há fé. Há pessoas jogando fora o óculos, parando de tomar remédio que o médico passou, pulando no fogo, querendo ressuscitar mortos, etc. a proposta de satanás é: A Bíblia não diz que o crente pode tomar veneno e nem um dano lhe fará? Jesus foi desafiado a pular da torre. Se fosse como muitos crentes fanáticos de hoje, teria pulado. “Há tanta gente amostrada em nossos dias; em busca do espetacular”. Deus não precisa usar as fórmulas de satanás para demonstrar seu poder; Ele sabe como deve faze-lo. Na última investida Jesus foi tentado a tomar um atalho para o governo mundial, que não precisava passar pelo caminho da cruz. “Novamente o diabo o transportou para um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles e disse-lhes: Tudo isso te darei se prostrado me adorares. Então disse-lhe Jesus: Vai-te satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás e só a Ele servirás” v. 8-10. Satanás ofereceu a Jesus o trono para governar as nações, ofereceu-lhe os reinos do mundo, sem contudo, ter que passar pelo calvário. Satanás é mestre em oferecer coisas fáceis, para quem quiser adora-lo. Curas, dinheiro, posição social, etc. E muitas pessoas estão cedendo as tentações e depois ficam presas do inimigo. Suas vidas ficam amarradas. Há pessoas que dariam tudo para ficar ricas, para conseguir posição, para receber curas; mas não querem passar pelo caminho da cruz. Jesus rejeitou qualquer oferta e passou pelo calvário, pois esse era o plano de Deus para sua vida. Deus tem sua forma de trabalhar e para isso precisamos andar em seus caminhos. Mas satanás sempre apresenta atalhos. Cuidado com os atalhos! Você quer ser abençoado? Tudo que ele puder fazer para nos desviar de nossa comunhão com o Senhor, ele fará. Você precisa de Jesus.

III- Para vencer a tentação precisamos reconhecer o tentador

Satanás tem três apelos a fazer. O primeiro é dirigido às nossas necessidades imediatas. Nada mais razoável do que fazer pão quando se está com fome. E Jesus estava 40 dias sem comer, e comer era a sua maior necessidade, e satanás apelou para o pão. O segundo apelo de satanás foi o de encorajar Jesus a ser mais religioso, a ponto de se tornar presunçoso, além dos limites legítimos da fé. Aqui muitos têm cedido…deixam suas Igrejas para correr atrás de uma fé mais poderosa, fé capaz de coisas extraordinárias. “Lá o Pastor assopra e todo mundo cai; o povo recebe dente de ouro”. Aí começa a busca de coisas que vão além da fé e acaba caindo no precipício da incredulidade e muitos morrem fora da Igreja e do evangelho. Começo tantos que eram santarrões e hoje são incrédulos. A fé precisa crescer com as experiências diárias. À medida que conhecemos a Deus e sua palavra e nos aprofundamos na comunhão crescemos em nossa vida de fé. Não há um caminho espetacular para isso. Mas satanás sempre apresenta atalhos. Cuidado! O terceiro apelo foi para Jesus ficar poderoso, rico, dono do mundo. Ofereceu a Jesus o que já era Seu. Foi o apelo para conquistar honra e poder e riqueza sem esforço, sem trabalhar. No meio evangélico está a teologia da prosperidade. Se você é pobre e está passando por alguma dificuldade financeira é porque está em pecado. Está doente? Isso é algum pecado. Veja que Jesus nunca ofereceu riquezas, mas prometeu abençoar nossas vidas. Só que em nossa visão materialista associamos bênçãos a riquezas. Quantos ricos estão vivendo na maior pobreza de suas vidas, sem Deus; e quantos pobres, na favela, vivem tão ricos, porque conhecem a Jesus. Satanás oferece muito porque é enganador, mentiroso. Oferece o mundo, porque nada é dele. É ladrão e salteador.

IV- Para vencer a tentação precisamos ter capacidade de resisti-la

Não nos vêm tentação diferente das que são comuns a todos os homens. Deus nos propicia um escape para cada tentação. “Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis suportar, antes, com a tentação dará também o escape” I Cor. 10:13. Se queremos vencer a tentação, faremos bem em evitar o lugar da tentação. Se a experiência nos diz que há perigo em determinados lugares, é melhor não permanecer neles. Cuidado com ambientes que são contrários à vida cristã! Cuidado com determinados amigos profanos, mentes sujas! Cuidado com lugares desertos! Principalmente duas pessoas de sexo aposto – os opostos se atraem. Cuidado com músicas profanas e sensuais! Elas conduzem à prostituição e consumo de drogas. Cuidado com novelas na Tv! São usadas para perverter a mente de crianças e adultos, tudo passa a ser normal. São portas abertas para a tentação. Namoro em lugares impróprios é porta aberta para a tentação e o pecado. Quem não sabe o lugar onde se sente tentado? Evite-o. A fidelidade à oração também ajuda a resistir à tentação. “Vigiai e orai para que não entreis em tentação, na verdade o espírito está pronto, mas a carne é fraca” Mat. 26:41. É necessário que nos preparemos com a palavra de Deus. Três vezes Jesus usou a frase: “Está escrito”. Jesus usou a palavra de Deus para cada ataque de satanás. Para cada investida, Ele tinha uma passagem das escrituras. 1o. ataque: Deuteronômio 8:3 “não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus”. 2o. ataque: Deuteronômio 6:16 “Não tentareis ao senhor vosso Deus, como o tentaste em Massa”. 3o. ataque: Deuteronômio 6:13, 14 “Ao Senhor teu Deus temerás e só a Ele servirás. Não servireis outros deuses”. Jesus conhecia a palavra de Deus, Ele cria na palavra de Deus, obedecia a palavra de Deus e recitava a palavra de Deus. E satanás foi derrotado.

Conclusão

Se há crentes derrotados hoje, é porque não conhecem a palavra de Deus ou não estão levando a sério os ensinos de Jesus. Estão brincando com a vida cristã, brincando com satanás. Isso é perigoso! Convidamos a todos para uma reflexão profunda sobre a vida espiritual. Convidamos o irmão para um reconhecimento sincero da tentação. Precisamos reconhecer a sutileza do tentador e os meios deixados por Deus para vence-lo. Precisamos conhecer a palavra de Deus para usa-la no momento oportuno. Que o Senhor nos dê vitória sobre a tentação.

Pr.Cirino Refosco
cirinorefosco@pibja.org

No comments yet... Be the first to leave a reply!


Warning: implode() [function.implode]: Invalid arguments passed in /home/storage/5/af/49/pibja1/public_html/extra/sermoesonline/wp-content/themes/headlines/single.php on line 85
mais sermões
anúncios