Encontros com Jesus – O jovem rico

Texto: Lucas 18: 18 a 30
Tema: Encontros com Jesus VI – O Jovem Rico

Introdução: Cada pessoa tem necessidades que lhe são peculiares; alguns tem problema de saúde; outros tem necessidade de alimentos; outros que aparentemente demonstram não ter problemas, as vezes são os que tem maiores dificuldades, pois lhes falta a alegria, a paz e a segurança. Qualquer pessoa que olhasse para o jovem rico, diria que não tinha dificuldade ou problemas em sua vida. Mas o príncipe procurou Jesus e desejava saber como poderia ter a vida eterna; e esta dúvida o atormentara durante muitos anos, pois apesar de ter uma vida religiosa exemplar, ele não tinha certeza quanto a salvação de sua alma.
Como religioso, estava acostumado a fazer muitas coisas para receber a misericórdia de Deus, e por isso chegou-se a Jesus e perguntou o que precisava fazer para herdar a vida eterna. Como se pudesse conseguir a salvação por algum tipo de sacrifício. Este pensamento toma conta de muitas pessoas até hoje.
Milhares não estão preocupados com seu destino eterno, porque estão fazendo alguma coisa para Deus, porque praticam alguma atividade religiosa; mas isso é um engano fatal, pois nada de nossa parte tem qualquer valor diante do Senhor, quando praticados no sentido de conseguir a vida eterna. Muitas pessoas estão dizendo: Se fizermos o melhor, Deus vai deixar tudo bem conosco; outros dizem: se dermos algumas esmolas, teremos a salvação de nossa alma. Outros ainda dizem: se formos a Igreja de vez em quando, não haverá problemas para nós; ou se rezarmos vai dar tudo certo. Lamentavelmente são todas idéias contrárias à palavra de Deus, e partem daqueles que acreditam que a salvação vem pelas obras, quando a Bíblia ensina que a salvação nos é dada pela GRAÇA, mediante a fé. Efésios 2:8 e 9.

I- Encontramos no texto um jovem religioso, mas perdido.
“Bom mestre, que hei de fazer para herdar a vida eterna?” v.18. Nesta pergunta, fica clara a incerteza do jovem quanto a vida eterna. Ele estava em dúvida, mas como bom religioso, estava pelo menos preocupado com o destino de sua alma.
Isso se caracteriza como uma virtude, pois há milhares de pessoas que nem preocupadas estão quanto ao lugar onde passarão a eternidade. Outros tantos acreditam na salvação por méritos, ou seja, pelas boas obras, e isso é ainda pior, pois estão descansando nesse engano fatal, e acordarão tarde demais para resolver esta questão com Deus; uma vez que a oportunidade termina quando termina a vida terrena. Depois não adianta chorar, será tarde demais.
O jovem chamou Jesus de bom, talvez com a intenção de receber algum elogio, mas Jesus declarou que só existe um que é bom—Deus. V.19. A seguir o jovem foi testado em sua religiosidade; Jesus lhe perguntou: Você conhece os mandamentos; não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra teu pai e tua mãe. Respondeu que todas estas coisas conhecia e guardava desde sua infância. V. 20 e 21. Era de fato um bom religioso, melhor do que a maioria que encontramos hoje, pois nem sabem os 10 mandamentos. Mas fica evidente que apesar de bom religioso, e mesmo guardando os mandamentos, ele não tinha certeza da salvação, não tinha segurança quanto a vida eterna. Era religioso mas estava perdido. E reconhecia isso em sua vida, por isso procurou a Jesus.

II- A salvação não depende de nossa religiosidade, mas da prioridade que damos a Deus.
“E quando Jesus ouviu isto, disse-lhe: Ainda te falta uma coisa; vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres, e terás um tesouro no céu; vem e segue-me.” v.22. Jesus não estava condenando as riquezas como pensam alguns, mas estava apresentando o perigo quando a riqueza toma o primeiro lugar na vida de alguém. Qualquer coisa que seja prioridade torna-se nosso ídolo, e tudo que toma o lugar de Deus é idolatria. E esse era o problema do jovem rico. Suas riquezas tinham tomado seu coração completamente; Deus não era prioridade em sua vida. Então não podia ter certeza quanto a vida eterna.
O texto deixa claro para todos nós que a salvação não depende de nossa religiosidade, mas sim de quanto amamos a Deus. Está escrito na Bíblia: “Aquele que me ama guarda os meus mandamentos”. Uma pessoa pode ser religiosamente perfeita e ainda estar perdida.
Não há dúvida de que alguns membros de Igrejas estejam perdidos, porque nunca colocaram Deus como prioridade em suas vidas. Fizeram tudo certo, mas esqueceram o principal –Jesus Cristo. Há pessoas que dão esmolas, rezam, são honestos, fazem penitencia, contudo não têm certeza da salvação. Precisam procurar Jesus, como fez o jovem rico! Precisam resolver seu problema espiritual, antes que seja tarde!

III- O Jovem queria a salvação mas sem ter compromisso com Deus.
“ Mas ouvindo ele isto, ficou muito triste, porque era muito rico” v.23. O Jovem procurou Jesus a fim de resolver seu problema espiritual, mas quando Jesus lhe disse o que precisava fazer, ficou muito triste, e saiu pesaroso. Queria resolver seu problema sem pagar o preço.
E o preço era deixar aquilo que estava atrapalhando sua comunhão com Deus; que estava impedindo sua vida de fé.
Este é um fato comum em nossos dias; a maioria das pessoas deseja a salvação, almejam a vida eterna, mas não querem abandonar seus pecados. Querem Jesus, mas também continuar com seus vícios e vida irregular, isso é impossível. Temos que escolher: vida eterna abandonando o pecado ou então o pecado sem a vida eterna.
Não podemos nos enganar: Não existe salvação sem o compromisso com Deus e sua palavra. E a maioria das pessoas é como o jovem rico, não querem ter compromisso com Deus. No caso do jovem, sua riqueza se tornara um obstáculo à sua salvação, mas hoje, além desse, existem outros obstáculos, tais como: vida mundana, alcoolismo, fumo, drogas, prostituição, fornicação, ódio, desobediência à palavra de Deus, etc. Não sei qual o seu problema, mas se você deseja a vida eterna, precisa abandonar qualquer coisa que esteja lhe impedindo de ter um compromisso com Deus.
Jesus disse que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar no reino de Deus os que tem riquezas como prioridade em seu coração. V.24 e 25. Ou então qualquer outro pecado como prioridade na vida.

IV- Se o compromisso com Deus é necessário, quem poderá ser salvo?
“E os que ouviram isso disseram: Logo quem pode salvar-se? V.26. Mas Jesus respondeu: As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus” v.27. Fica entendida mais uma grande verdade sobre a salvação. Alcançar a salvação é impossível aos homens, por maiores que sejam seus esforços. Ninguém alcança a salvação por mérito próprio e nem por fazer qualquer sacrifício pessoal. A salvação é impossível aos homens, mas é possível a Deus. “Se creres, tudo é possível ao que crê” Salvação é uma questão de fé. Só pode desfrutar da certeza da salvação, aquele que assume com Deus um compromisso de fé.
É o compromisso com Deus que nos leva a uma atitude de fidelidade em todos os aspectos da vida. É o compromisso que nos leva a obedecer o que está escrito na palavra de Deus. É o compromisso que nos leva a anunciar a Boa Nova de salvação a todos que vivem ao nosso redor. O crente comprometido vive a fé e proclama a fé.
Todas as pessoas comprometidas com Deus têm a promessa de recompensa do Senhor. “Então disse Pedro: Eis que nós deixamos tudo e te seguimos. E Jesus lhes disse: Na verdade vos digo que ninguém há que tenha deixado casa, ou pais, ou irmãos, ou mulher, ou filhos pelo reino de Deus, e não haja de receber muito mais neste mundo, e no mundo vindouro a vida eterna. V. 28 a 30.
Ninguém perde por aceitar e servir a Jesus, pois Ele promete grandes bênçãos nesta vida terrena e ainda a vida Eterna.

Conclusão: Para que você tenha a vida eterna, precisa ser muito mais do que religioso, pois a salvação depende de você dar prioridade a Deus em sua vida. Jesus ensinou isso em Mt. 6:33 “ Mas buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e as demais coisas vos serão acrescentadas.” Quem dá prioridade a Deus assume compromisso com Ele, e está pronto para fazer a Sua vontade. Eis as grandes verdades que aprendemos deste texto Bíblico. Tenha hoje seu encontro com Jesus, e aceite seus ensinos, coloque em prática as coisas que Ele ensina aqui. Mas cuidado para não fazer como o jovem fez. Estava ansioso em procura da vida eterna, mas quando Jesus lhe disse o que precisava fazer, saiu triste. Aceite Jesus agora e coloque Deus em primeiro lugar em sua vida. Retire de seu coração qualquer coisa que você sabe está lhe atrapalhando de obedecer a Jesus. Deixe tudo por Jesus! Então terás a vida eterna.

Pr. Cirino Refosco
cirinorefosco@gmail.com

7 Responses to “Encontros com Jesus – O jovem rico”

  1. Pr jose maria 08. out, 2011 at 13:33

    Muito bom pr que Deus o abençoe cada dia de sua vida.

  2. Gostei muito do estudo

  3. AMÉM DEUS SEJA LOUVADO. SENHOR QUERO ASSUMIR UM COMPROMISSO CONTIGO QUERO Q TU SENHA SEJA O 1 LUGAR EM MINHA VIDA POR QUE SEMTIR EU NADA SOU PAI ME PERDOA MEUS PECADOS MINHA FALHAS PAI EM NOME DE JESUS. APARTI DE HOJE QUERO FAZER TUA VONTADE POR QUE SO ASSIM VOU VIVER A VERDADE TE AMO..

  4. gostei pr vou levar esta mensagem no proximo culto de jovem

  5. Muito interessante este estudo
    Obrigado e que o Senhor continue dando sabedoria a este autor.

  6. Pb.cristiano 16. mar, 2012 at 9:54

    Era o que eu estava precisando ouvir Deus seja comtigo.

  7. Nesse evangelho resume-se a historia da salvação-colocar Deus em primeiro lugar em nossas vidas.E como é dificil,com as solicitações do mundo!

mais sermões
anúncios